Negócios

Conheça os 4 desafios e oportunidades na gestão de clínica radiológica


Atualmente existem muitos desafios na gestão de clínica radiológica, principalmente pelo fato de tais empresas se dedicarem ao atendimento ao público. Dessa forma, questões como a saúde financeira, o arquivamento de dados e a gestão de pessoas tendem a permear as situações do dia a dia.

Nesse sentido, perdas e ganhos ocorrem de maneira constante, o que pode vir a promover tanto o crescimento quanto o declínio do negócio.

Entretanto, através deste artigo, você vai descobrir como esses desafios podem se tornar oportunidades para alavancar o crescimento de sua clínica. Assim, poderá descobrir formas de superar os percalços, tornando-os bons amigos de caminhada. Vamos lá?

O que é gestão de clínica radiológica?

Uma clínica radiológica é um estabelecimento que trabalha com diferentes especificidades ligadas aos processos radiológicos. Desse modo, executa procedimentos de radiologia médica, odontológica ou de exames de imagem.

Então, a gestão de clínica radiológica diz respeito a uma série de ações relacionadas às demandas do dia a dia.

Entre elas:

  • O planejamento financeiro
  • As metas e objetivos a serem alcançados
  • Análise das condições de trabalho dos funcionários
  • Acompanhamento das condições das instalações físicas da clínica
  • Planejamento do atendimento ao paciente (antes, durante e depois)

Assim, ao realizar a gestão de clínica radiológica, o profissional deve se atentar para o funcionamento como um todo, identificando oportunidades, pontos a serem trabalhados e vantagens gerados pela mesma.

Em outras palavras, a gestão está diretamente ligada à previsão e resolução de problemas. Então, se o seu objetivo é identificar as oportunidades proporcionadas pelos desafios do gerenciamento, fique atento ao próximo tópico!

Quais são os desafios e oportunidades na gestão de clínica radiológica?

Tratar desafios como oportunidades de crescimento é a melhor forma de conseguir sucesso no seu empreendimento, visto que muitos profissionais podem perder tempo e dinheiro focando nas dificuldades e “remando contra a maré”.

Então, para te ajudar a identificar quais desafios perpassam o funcionamento da sua clínica e como é possível lidar com eles, montamos os tópicos abaixo. Confira:

1.   Gestão financeira

Gestão financeira da clínica radiológica

Com toda a certeza o fator humano é essencial para que a gestão de clínica radiológica aconteça. Mas não podemos nos esquecer que, como toda empresa, as clínicas radiológicas são criadas para dar lucro.

Dito isso, é preciso ter em mente que procedimentos devem ser criados para que exista um menor custo e maior qualidade nas ações desenvolvidas na clínica.

Dessa forma, algumas das ações a serem tomadas são:

  • Realização do balanço de lucros e despesas
  • Análise de entradas e saídas (fluxo de caixa)
  • Definição da margem de lucro
  • Análise das quantias disponíveis (a fim de atingir a margem)
  • Planejamentos de curto, médio e longo prazo, entre outros

Ao ler estes tópicos, fica fácil identificar como o processo de gestão financeira é complexo. Entretanto, ele é considerado uma das bases fundamentais para o sucesso de sua clínica! Assim, para que você possa se dedicar às demais demandas da gestão, procure contratar profissionais especializados em gestão contábil e financeira para desempenhar essa função.

Nesse sentido, é possível realizar uma parceria com um escritório de contabilidade ou administração.

Entenda que você é responsável por tomar decisões importantes, mas não precisa ser especialista em tudo! Para isso, basta contratar mão de obra especializada e confiável, e se manter por dentro de todas as etapas, orientando o processo da melhor maneira possível.

2.   Gestão de pacientes

Gestão das pessoas em uma clínica radiológica

Tanto quanto a gestão financeira, a gestão dos pacientes representa um pilar estrutural dentro da clínica. Então, para realizar a gestão de clínica radiológica de forma eficiente, é preciso oferecer um serviço de qualidade baseado na satisfação dos pacientes.

Sendo assim, os maiores gargalos da gestão de pacientes dizem respeito a:

  • Atendimento: é preciso fornecer canais de atendimento efetivos para uma boa relação com os pacientes e uma melhor gestão de sua clínica radiológica. Dessa forma, é mais fácil receber solicitações de exames, críticas e elogios acerca do serviço prestado. Então, para oportunizar o contato é necessário investir em meios diversificados, que podem incluir sites, número de WhatsApp, telefone fixo, central de telemarketing, entre outros.
  • Estrutura física: ao chegar na sua clínica, o paciente precisa se sentir confortável e seguro. Em outras palavras, o ambiente deve se mostrar acolhedor, preparado para receber diferentes perfis e organizado. Nesse sentido, o gestor pode realizar pesquisas de satisfação e verificar com profissionais adequados a viabilização de mudanças estruturais na clínica.
  • Equipamentos: mesmo que a estrutura física seja excelente, a busca do paciente ainda é pelo Raio-x. O gestor precisa ter em mente que os equipamentos de imagem estão sempre evoluindo. Por isso, a clínica radiológica deve acompanhar tal evolução para garantir o melhor atendimento ao paciente. Não se engane pensando que o paciente não está informado sobre as novidades, pois estamos na era da informação compartilhada.
  • Pagamento: os pagamentos são realmente desafiadores. Então, para que os clientes tenham melhores condições, é importante fornecer métodos de pagamentos variados e alinhados com o que há no mercado (PIX, parcelamento pelo cartão de crédito, boleto bancário, entre outros).

Em suma, compreendendo os desafios e aplicando as soluções o gestor cativa o paciente, tornando a relação dele com a clínica muito duradoura.

3.   Gestão de pessoas e equipe

Gestão da equipe na clínica radiológica

Esta é, provavelmente, uma das etapas nas quais o gestor tem a maior parcela de participação. Além disso, é uma das principais bases para um bom desenvolvimento do trabalho no dia a dia.

Por outro lado, costuma ser um dos elementos mais desafiadores na gestão de clínica radiológica. Por isso, trouxemos algumas dicas para te ajudar a criar um ambiente adequado de trabalho para os colaboradores:

  • Realize feedbacks: escutar os profissionais da sua clínica é de extrema importância, para alinhar as perspectivas da empresa em relação ao funcionário e vice-versa.
  • Elabore uma escala de trabalho justa: não é possível contar com um bom trabalho quando o profissional está exausto.
  • Fique atento a faixa salarial do mercado: para manter profissionais qualificados em sua equipe é preciso incluir no planejamento financeiro salários justos, além de criar um plano de carreira que os motive.
  • Demonstre que a empresa valoriza a equipe: mantenha os profissionais motivados. Elogie, faça críticas construtivas, promova desafios. Mas, não se esqueça que todos fazem parte do processo, desde o profissional da limpeza aos responsáveis pela gestão.

4.   Tecnologia e inovação

Tecnologia na gestão de clínica radiológica

Os sistemas de tecnologia e inovação garantem uma maior satisfação e rentabilidade, quando o assunto é a gestão de clínicas radiológicas. Dessa forma, ao investir em equipamentos e sistemas, o gestor garante a otimização de processos complexos, como o atendimento ao cliente, o registro de informações e o desempenho dos funcionários.

Veja abaixo algumas opções muito interessantes nesta área:

  • Armazenamento de informações: já pensou em manter todos os seus dados salvos online? Essa alternativa é possível através do serviço de armazenamento na “nuvem”. Um exemplo dessa tecnologia fantástica é o Rdicom PACs, que possibilita ao gestor salvar informações online por um período de até 20 anos;
  • Atendimento otimizado: outra facilidade oferecida pelo armazenamento em nuvem é o atendimento otimizado. Dessa forma, os profissionais podem atender utilizando o computador para registrar fichas e prontuários, o que deixa as informações salvas e organizadas. O Rdicom PACs também oferece essa alternativa, otimizando o atendimento do paciente;
  • Garantia de perpetuidade: você já sabe que pode precisar guardar informações dos pacientes por muitos anos. Então, sistemas integrados como o Rdicom PACs e o RIS/HIS oferecem a possibilidade de armazenar os exames e demais informações do paciente, por um período de até 20 anos.

Em síntese, para que a gestão de clínica radiológica dê certo, é preciso investimento em estrutura, gestão financeira, prevenção de danos e auto consciência por parte do gestor. Assim, todos os pilares que compõem o dia a dia da clínica serão fortalecidos.

Além disso, o investimento em tecnologia pode mitigar desafios futuros, otimizar processos e garantir o desenvolvimento do seu negócio. Mas, lembre-se que é essencial realizar contato com empresas sérias, com boa reputação e que ofereçam sistemas de qualidade! 

Negócios
5 principais indicadores de desempenho para clínicas de radiologia
Negócios
Entenda o que é RDC 330 e quais mudanças ela traz para as instituições radiológicas
Negócios
RDC 16/2013: entenda os tópicos mais importantes e para quais instituições ela é indispensável