Inovação

Radiologia na nuvem: o que é, como funciona e principais benefícios


Atualmente, a radiologia na nuvem se apresenta como uma excelente solução para as instituições de saúde que desejam garantir a proteção dos seus dados e otimizar a realização das tarefas que fazem parte do seu dia a dia, como o armazenamento e consultas de exames médicos, por exemplo. 

Nesse sentido, vale destacar uma matéria feita pelo portal Terra com dados de um levantamento realizado pela Canalys, consultoria de análise de mercado, a qual apontou que os gastos mundiais com serviços de computação em nuvem cresceram 35% no primeiro trimestre de 2021, registrando US$ 41,8 bilhões, em comparação com o mesmo período do ano anterior.

Mas, o que esses números significam?

Que a cada dia as organizações estão se dando conta de que adotar a computação em nuvem é hoje um caminho inevitável para que alcancem seus objetivos com rapidez. 

Tendo essa realidade em mente, preparamos este post para apresentar tudo o que você precisa saber a respeito da radiologia em nuvem, como funciona e os principais benefícios. 

Vamos conferir? 

O que é radiologia na nuvem?

Mulher fazendo raio-x que sera armazenado na nuvem

Tecnicamente, o pesquisador e médico Roberto Caldeira Cury define a radiologia na nuvem como um: “modelo de pay per use que oferece acesso a internet com conveniência e sob demanda para compartilhar um pool de recursos configuráveis de computação que devem ser rapidamente provisionado com o mínimo de esforços de gerenciamento e de interação com o provedor de serviços”. 

Em outras palavras, trata-se de uma solução moderna que otimiza o processo de arquivamento, envio e consulta de exames realizados em clínicas, centros de diagnósticos por imagem, laboratórios e/ou hospitais. 

Essas tarefas são feitas utilizando a computação em nuvem, que é uma tecnologia que entrega diversos recursos a uma empresa, como, além das que foram citadas, poder de processamento, banco de dados, redes e análises. 

Apesar de existir a radiologia na nuvem, muitos laboratórios, clínicas e hospitais ainda adotam práticas consideradas obsoletas quando comparadas à tecnologia existente. Impressão em papel com resultados de exames ou a gravação deles em dispositivos suscetíveis a erros, a exemplo de CD e HD externo, são algumas delas. 

Por conta disso, atrasam seu crescimento e prejudicam a experiência do paciente. 

Como funciona a radiologia na nuvem? 

O funcionamento da radiologia na nuvem é simples. 

O paciente procura uma clínica ou laboratório que utiliza essa tecnologia, realiza os exames solicitados pelo médico e o estabelecimento coloca os resultados dos exames na nuvem. 

Neste caso, é comum que a clínica, laboratório ou hospital forneça um código ao paciente para que ele possa acessar, de qualquer lugar, seus exames na nuvem. Para isso, basta que insira o código no espaço apropriado no site do estabelecimento ou em outra plataforma. 

Em alguns sistemas de radiologia na nuvem, é também possível notificar através de mensagem ou e-mail o médico que solicitou os exames, para que ele possa analisar e agilizar o diagnóstico. No entanto, para isso, é preciso que a clínica que ele trabalha firme uma parceria com a empresa que oferece esse serviço. 

Principais benefícios da computação em nuvem 

A computação em nuvem é uma tecnologia que oferece diversos benefícios a uma empresa, sendo estes alguns exemplos: 

Redução de custos 

Com a computação em nuvem, é possível reduzir custos em diversos sentidos. 

Primeiro, dispensa a criação de uma infraestrutura de TI para armazenar e processar arquivos. Da mesma maneira, a empresa não precisa fazer o pagamento de licença para uso de softwares. 

Segundo, é possível reduzir os gastos com a folha de pagamento. Afinal, é uma tecnologia que otimiza o armazenamento e a consulta de arquivos, podendo ser feita rapidamente pelo profissional que solicitou a realização da tarefa. 

Apenas um clique é suficiente para acessar os exames. Normalmente, antes era necessário contar com a ajuda de pessoas específicas para isso, como o arquivista ou o auxiliar administrativo, que se dirigiam até o setor específico para pegar os exames físicos.  

Proteção dos dados

Os dados são protegidos com maior segurança. Isso porque não há risco de perdê-los em virtude de falhas ou situações adversas, como, por exemplo, incêndio ou enchentes.

Há também a preservação da integridade ou sigilo dos dados. Somente pessoas autorizadas podem acessar os exames médicos, como as que dispõem do código de acesso.  

Otimização operacional

Há também ganho de otimização operacional ao se usar a computação em nuvem. 

As tarefas complexas e que dependiam de outras pessoas para serem concretizadas agora se tornaram simples de serem realizadas.

Acesse remoto

É um dos principais benefícios, sem dúvida. 

O profissional responsável pelo diagnóstico do paciente não precisa mais se dirigir ao setor responsável pelo recebimento de exames médicos. Ele pode realizar a consulta de qualquer local, desde que possua um dispositivo com acesso à internet, como smartphone, notebook e tablet. 

Aumento da eficiência e produtividade

Por tudo que já foi destacado, a clínica, centro de diagnóstico por imagem ou hospital tem sua eficiência e produtividade elevadas. 

Com isso, é possível obter destaque no mercado e conquistar mais pacientes. Da mesma forma, é possível alcançar com rapidez os objetivos traçados no planejamento estratégico. 

Computação em nuvem e radiologia 

Médico mostrando exame de radiologia na nuvem

A computação em nuvem se coloca, nos dias atuais, como uma excelente aliada das instituições de saúde que necessitam modernizar suas operações de consulta a exames por imagem, como raio X, ultrassonografia, mamografia ou radiografia das mamas, tomografia e ressonância magnética. 

De forma específica, o estabelecimento de saúde que adota a radiologia na nuvem pode aproveitar diversas vantagens, além das que já foram citadas. Veja: 

  • Rapidez na elaboração do diagnóstico. Com isso, o profissional se torna mais produtivo.
  • Ter uma atuação ecologicamente correta, uma vez que a instituição poderá reduzir significativamente o uso de papel.
  • Possibilidade de compartilhamento na nuvem de exames e resultados com profissionais da saúde, o que facilita na hora de pedir uma segunda opinião sobre possíveis diagnósticos.
  • Uso da inteligência artificial para apontar divergências entre o laudo de radiologia e os exames por imagem. 

Certamente agora você sabe o que é radiologia na nuvem e conhece seus principais benefícios. Portanto, não há dúvida de que essa tecnologia é a solução ideal para o estabelecimento de saúde que deseja alcançar seus objetivos agilmente, como consultar exames de forma fácil, acelerar diagnósticos e melhorar a experiência do paciente.

Sua instituição de saúde ainda não conta com nenhuma tecnologia de processamento e consulta de exames médicos por imagem?

Então conheça a Ridcom

É uma plataforma de comunicação e arquivamento de imagens médicas na nuvem que pode acelerar os passos do seu negócio rumo à modernização.

Tecnologia
Entendas as principais diferenças do armazenamento local e armazenamento em nuvem
Tecnologia
O que é sistema PACS e como essa tecnologia pode ajudar a sua clínica
Tecnologia
Entenda o que é sistema RIS e como ele pode melhorar o atendimento